Oração

EU DEVOREI TUAS PALAVRAS

SEXTA-FEIRA – 21/08/2020

OLHAR

Encare hoje as pessoas com este olhar:”Cheia de graça”! Maria, desde o primeiro instante de sua xistência pertenceu de tal modo a Cristo, de tal modo se deixou invadir por Deus, que mente algums pode imsginar outra. Deus a ela se comunicou de tal maneira que ela, para poder recebê-lo mais, deveria deixar de ser criatura: esgotou toda a possibilidade de receber mais.

ORAÇÃO

Ó vIRGEM Maria, nunca se ouvir dizer que algum daqueles que tivessem recorrido à vossa proteção, implorado o vosso auxílio e reclamado o vosso socorro, fosse por vós desamparado.

CONVICÇÃO

A “plenitude da vida” dada pelo Pai a Maria é um fato: um que nos co-envolve porque é promessa e indicação de um “destino” que se aguarda e nós não podemos esquecê-lo ou, torná-lo vão. Dá-nos esperança, não para acalmar medos tenebrosos, mas para levar-nos a agir. Há uma “vida com Deus”a se realizar nos relacionamentos cotidianos; há esperança de libertação e salvação que hoje não devem ser desiludidas. Há que ajudar no superamento de superstições e de medos artificialmente alimentados, também por certos “espíritos religiosos”, como também por pessoas que sabem usar de uma religião sem fé, a fim de manter subjugado o homem.

ESPERANÇA

Seguir Cristo, ser de Cristo, fazer parte de seu povo n~so pode não incidir profundamente sobre a nossa pessoa, não pode não determinar em nós uma transformação, da qual admirável realização da vida de Maria indica a meta final, que nos faça resplandecer em meio aos outros homens. A consciência, de fato, de caminhar no mundo levando em si a verdade última de todas as coisas, o viver cada dia na unidade efetiva com o Senhor, o sentir-se realmente amados e queridos por Ele, deve antes de tudo encher-nos daquela audaciosa esperança e daquela capacidade de trabalho que são as características fundamentais de quem constrói a própria vida a partir de uma certeza.